Comentarios de visitantes en TRIPADVISOR

Libro de Visitas niños rEl mes de agosto está siendo muy fructífero en comentarios de visitantes que desean compartir sus vivencias tanto en el Libro de Visitas, disponible en nuestra Sala de Juntas, como a través de conocidas redes como TRIPADVISOR.

Entre ellas hemos seleccionado unos dibujos infantiles de dos hermanas, Marta y María, que consideran a José Saramago como:  «el escritor más solidario del mundo» y una suerte poder hacer tantos libros. Gracias a las dos por demostrarnos su habilidad y sus sinceros sentimientos.

TRIPADVISOR

«Emozionante»

Una visita emozionante e commovente. L´atmosfera che vi si respira, grazie anche ai modi simpatici e accoglienti della guida, fa sentire come se si fosse ospiti per un caffè a casa di José Saramago.

«Casa mágica»

Esperienza molto bella, anche se per raggiungerla abbiamo sudato molto, il pavimento in pietra lavica all’ingresso,le stanze che ti incuriosiscono, e tutti quei libri… Consigliatissima!

“Simples Saramago”

Visita única. A simplicidade de uma casa de um cidadão do mundo, que não esqueceu as suas origens. Soube muito bem o café português, com a sorte de ter a breve presença da simpatia e simplicidade de Pilar del Rio, no alpendre de José Saramago.

Libro de visitas niños agosto 13 r

2 comentarios en “Comentarios de visitantes en TRIPADVISOR”

  1. Foi com uma enorme simpatia que fui recebido pela equipa da Casa de Saramago. Desde a loja (tienda) onde tudo o que quis saber sobre os produtos à venda me foi explicado com uma desconcertante simpatia, à excelente visita guiada onde com um tremendo profissionalismo me introduziram no mundo íntimo de Saramago. Senti-me verdadeiramente bem-vindo naquela casa em que a qualquer momento esperamos ver os donos (infelizmente O dono já não se encontra entre nós…) de tão viva que é. Não é um museu, é uma casa, uma habitação, um lar na mais profunda acepção da palavra.
    A visita é levada a cabo por uma enorme conhecedora, por uma fã clara de Saramago, não somente do escritor, não apenas do Nobel, mas do homem, da Pessoa, por uma guia de uma simpatia a toda a prova que nos embala num percurso maravilhoso, que se emociona e que nos comove com a sua paixão pelo que faz.
    É, como disse uma casa viva, e a prová-lo, está um pequeno cão e um delicioso gato que lá vivem e dão a noção de que estamos mesmo numa casa, num lar e não num museu.
    O café português é um must ! Servido numa chávena como deve ser, com o sabor verdadeiro de Portugal, merece ser provado, mesmo se a ousadia de o tomar nos faz assoberbar como um dos convidados de honra do grande Saramago e gozar da hora tida por cada uma da Eminências que antes de nós tiveram esse privilégio a convite do próprio.
    Pessoalmente, a joia da coroa foi a simpatia que comigo tiveram, de me enviar uma encomenda que telefonicamente pedi, dado que não pude comprá-la na loja porque me foi encomendada posteriormente. Em lado nenhum teriam vindo entregar-ma em mão, mas a equipa da Casa de Saramago fê-lo. E isso não tem preço, isso não tem agradecimento possível.

    Naquilo que me possa caber, tudo farei para que a Casa não feche, para que o pessoal não seja reduzido. Contem com os meus (parcos) conhecimentos para divulgar a Casa de modo a torná-la mais visitada e com a minha pressão sobre os agentes turísticos de modo a incluírem este ex-libris de Lanzarote nos seus programas. Manrique era grande, mas quem pôs Lanzarote nas bocas dos portugueses foi Saramago!

    Reconhecido por tudo o que nessa casa vivi, por tudo o que me foi dado a experimentar.

    (me perdonen por no escribir en español/ castellano pero hablar es una cosa escribir es otra…)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Ir arriba